Melhor Blogue Fotografia de Viagens 2014,2015,2016,2018 (BTL Blogger Travel Awards) // Melhor Blogue de Viagens Open World 2017 (momondo)

Uma visita-relâmpago a Copenhaga

É impossível conhecer uma cidade num fim-de-semana prolongado apenas, no entanto foi esse o tempo que tive para visitar esta capital escandinava, numa altura em que o outono se instalou, mas em que o inverno já está a querer espreitar. Apanhei de tudo em Copenhaga: um frio de gelar, vento cortante, chuva torrencial, chuva miudinha e, bendito outono, algumas horas de sol reconfortante.

Visitar Copenhaga nesta altura é uma roleta russa – ora se tem muito azar e os dias são miseráveis, ora somos brindados por uma magnífica luz nórdica, perfeita para fotografar. A roleta foi-me simpática: entre intempéries, consegui fotografar com inesperados céus limpos, momentos em que a luz oblíqua típica da estação emprestou maravilhosos tons dourados aos edifícios e espaços verdes que iam explorando.

Esta curta visita à capital dinamarquesa fez parte do prémio que ganhei este verão, o de Melhor Blogue de Viagens Open World, o principal galardão deste concurso organizado pela momondo. O prémio incluía um workshop de marketing digital de dois dias em Copenhaga, em parceria com especialistas do facebook e da google. Aproveitei depois para ficar mais dois dias na cidade.

Este foi o meu roteiro em Copenhaga.

A chegada (cinzenta) a Copenhaga, uma cidade tipicamente norte-europeia: rica, organizada, limpa e silenciosa

Recepção “VIP” no escritório da momondo

A empresa de reservas de voos e hotéis ocupa um edifício antigo, onde funcionavam os correios de Copenhaga.

O bairro de Nyhavn, um dos pontos mais turísticos da capital

Geralmente chuvosos nas manhãs, os dias “abriam” sempre a meio da tarde.

Há mais bicicletas do que carros a circular em Copenhaga, quer faça sol quer faça chuva

A rua de Vestergade já vestida para o Natal

Nyhavn: irresistível às câmaras

Ponte para a zona de Christiania

Nyhavn ao cair da noite

Nørreport

Dediquei uma manhã a perder-me no meio dos livros de várias pequenas livrarias e “book cafés” no centro histórico de Copenhaga. Esta é a Paludan. Outras favoritas: a Vangsgaards, a Nordisk Map Shop e o Tranquebar

A caminho do bairro hipster de Jægersborggade, uma passagem pelo cemitério Assistens

Quando o frio aparecia e o sol se começava a esconder, até os gansos se escondiam…

Vista para a ponte rainha Luísa

Vista para o bairro de Nørreport

Ponte rainha Luísa

Cemitério Assistans

À noite todos os caminhos vão dar ao famoso parque de diversões Tivoli. Nesta altura as luzes de Natal dão-lhe uma atmosfera ainda mais apelativa

Este é o segundo mais antigo parque de diversões da Europa. O primeiro fica também em Copenhaga

O Tivoli foi provavelmente o meu sítio favorito em Copenhaga. Os outros turistas dizem o mesmo – é o local mais visitado da cidade

No último dia, antes de ir para o aeroporto, ainda explorei o jardim botânico, aproveitando as abertas de sol entre nuvens carregadas

Jardim Botânico

A espectacular estufa do Jardim Botânico, o refúgio perfeito antes da anunciada chuvada

O interior da estufa é propício a todo o tipo de contemplações e manifestações

Mais uma aberta entre intempéries, oportunidade perfeita para as últimas fotografias da viagem. A atracção final foi o castelo de Rosenborg



Comentários (5)