Vencedor do 1º Prémio dos Open World Awards 2017 da momondo // Vencedor do prémio Blogue de Fotografia de Viagens 2014, 2015 e 2016 da BTL Blogger Travel Awards

Islândia: o país das cascatas

Sabia que a Islândia era o país das cascatas, cataratas, quedas de água e afins, mas não na magnitude com que me deparei in loco. Do primeiro ao último dia, por onde quer que passasse, lá estavam elas, magnificentes e belas, as “foss’s”. Num país de paisagens imponentes, as quedas de água não ficam atrás em termos de grandiosidade, sendo muitas vezes os únicos “spots” onde se juntavam mais do que uma dezena de turistas, até porque a maioria delas está confortavelmente localizada junto da ring road, a pedir uma paragem depois de horas a conduzir em estradas sem fim. Outras quedas de água exigem um pouco mais de esforço, com incursões por troços de terra batida, caminhadas por trilhos escorregadios e o sempre agradável extra de levar com o vapor gelado na cara e no equipamento fotográfico. Ficam algumas das fotografias das minhas cascatas favoritas da Islândia, como a discreta mas graciosa Öxarárfoss, a intimidante Gullfoss, a gigantesca Dettifoss, a deslumbrante Seljalandsfoss, a remota Dynjandifoss e a pequena Kirkjufellfoss.